4ª Marcha da Cidadania acontecerá no dia 8 de março

Manifestantes durante 2ª Marcha da Cidadania. Foto: Matra

A quarta edição da Marcha da Cidadania acontecerá no dia 8 de março. Desta vez o protesto abordará o aumento do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e do ISS (Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza), falta de água, solução da investigação no caso da tortura de andarilhos e luta pela imprensa livre.

Com a aprovação no ano passado do Projeto de Lei Complementar nº 688, houve aumento no valor venal dos imóveis localizados em condomínios verticais e horizontais, ocasionando o aumento do IPTU neste ano. Neste mesmo projeto também constou uma nova tabela de preços cobrados pelo ISS, fazendo com que os profissionais liberais paguem a mais pelo imposto a partir deste ano.

Esses fatos têm gerado indignação na população, que veem na Marcha da Cidadania a oportunidade de dizer ao Poder Público que estão descontentes com a administração.

Outro ponto que será abordado na manifestação será a falta de água na cidade. Os organizadores da Marcha pedem uma discussão entre os técnicos do DAEM (Departamento de Água e Esgoto) e a população, pois a perfuração de mais poços não irá resolver o problema.

A Marcha ainda irá cobrar a tomada de providências no caso da tortura dos andarilhos ocorrida no ano passado. Mesmo com a denúncia feita pelo Ministério Público, a Prefeitura arquivou o inquérito em âmbito municipal e os responsáveis não foram investigados.

Outra bandeira da manifestação será o pedido de uma imprensa livre, pois, segundo os organizadores, a maior parte dos veículos de comunicação da cidade publica apenas informações divulgadas pela Prefeitura ao invés de apurar os fatos.

Local

A concentração da Marcha acontecerá na Igreja São Bento às 9h. Depois, os manifestantes seguirão pelas Ruas 9 de Julho, São Luiz, Prudente de Moraes e AV. Sampaio Vidal. Toda a população está convidada.