EMPRESA RECEBIA R$ 57 MIL POR MÊS PARA COZINHAR E LIMPAR QUARTÉIS DOS BOMBEIROS

EMPRESA RECEBIA R$ 57 MIL POR MÊS PARA COZINHAR E LIMPAR QUARTÉIS DOS BOMBEIROS

A Prefeitura de Marília não renovou de maneira oficial um contrato considerado ‘desastroso’ firmado em 2016 entre o município e a empresa MR Alimentação e Serviços.

O acordo no valor de R$ 687 mil, solicitado pelo Corpo de Bombeiros de Marília, visava serviços de cozinha e limpeza nas dependências da corporação na cidade. O contrato de 12 meses terminou no final de julho deste ano.

O dinheiro vinha do bolso dos marilienses através do pagamento da taxa de serviço de bombeiros, considerada ilegal recentemente pelo Supremo Tribunal Federal.

Vale lembrar que a empresa foi contratada sob a gestão do ex-prefeito Vinícius Camarinha (PSB) em comum acordo com os bombeiros de Marília.

Conforme o edital de licitação na época do contrato, a empresa terceirizada basicamente iria cozinhar e realizar a zeladoria nas dependências da corporação.

Por mês eram pagos mais de R$ 57 mil para a empresa prestar o serviço no Corpo de Bombeiros.

Fontes ouvidas pela reportagem do MN revelaram que o contrato teve um aditivo para vigorar pelo menos até o final deste ano, mas nada foi publicado oficialmente pela Prefeitura de Marília, o que é irregular. O Marília Notícia acompanha o caso.

A MATRA (que também vai acompanhar o caso) divulga as informações em defesa da transparência e da boa aplicação dos recursos públicos, ressaltando e enaltecendo o excelente trabalho realizado pelos Bombeiros não só em Marília, mas em todo o país. No entanto não dá para em nome do respeito à estes profissionais, admitir desperdício de dinheiro público, fruto dos impostos pagos por cada cidadão.

Fonte: Marília Notícia