MINISTÉRIO PÚBLICO ABRE NOVO INQUÉRITO PARA INVESTIGAR COMPRA DA PREFEITURA

MINISTÉRIO PÚBLICO ABRE NOVO INQUÉRITO PARA INVESTIGAR COMPRA DA PREFEITURA

O prefeito de Marília Daniel Alonso (PSDB) teve um novo inquérito civil aberto contra ele pelo Ministério Público para apuração de eventuais atos de probidade administrativa. O deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) foi responsável pela representação à promotoria.

Será investigada a compra de materiais de esportes pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer de Marília no valor de R$ 22.366 de forma fracionada (de uma mesma empresa) por meio de dispensa, supostamente indevida, de licitação.

Ao todo seriam 13 empenhos feitos entre os dias 5 de maio e 16 de outubro de 2016. Será apurada a possibilidade de prejuízo ao erário e violação de princípios da administração pública. Até o momento, em outras investigações, nenhuma irregularidade foi constatada contra o Prefeito.

A portaria que abre o inquérito foi assinada pelo promotor Oriel da Rocha Queiroz, curador do Patrimônio Público, no dia 23 de janeiro.

Ele pede que a administração municipal se posicione sobre o caso e apresente cópias dos empenhos, notas fiscais e dispensas de licitações mencionadas.

Outro lado

A reportagem do site Marília Notícia procurou o secretário da pasta, Eduardo Nascimento, para comentar o caso.

“Esta denúncia já foi feita uma vez e arquivada. Foi material adquirido para os Jogos Regionais do Idoso. São materiais que não existiam ata de compra e não são de uso comum da secretaria. Ninguém queria vender para a Prefeitura por conta do histórico de outras administrações. Dos fornecedores pesquisados e que aceitaram vender para a Prefeitura, este foi o que teve o menor preço”, explicou Nascimento.

Fonte: Marília Notícia

*imagem meramente ilustrativa.