MEMBROS DA MATRA PARTICIPAM DE EVENTO EM ESCOLA E FALAM DA IMPORTÂNCIA DO CONTROLE SOCIAL

MEMBROS DA MATRA PARTICIPAM DE EVENTO EM ESCOLA E FALAM DA IMPORTÂNCIA DO CONTROLE SOCIAL

Como parte da programação de aniversário da cidade o Colégio Interação recebeu ontem o presidente da Matra – Marília Transparente, Edgar Cândido Ferreira. Houve uma roda de conversa com os alunos. O objetivo da escola com esse tipo de evento é a educação política apartidária, desenvolvendo análise crítica e cidadania. Hoje o prefeito Daniel Alonso confirmou presença.

A Matra é uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) voltada ao controle social que fiscaliza a gestão de recursos públicos e cobra os representantes políticos. Após a apresentação da entidade, houve uma explanação sobre os pontos de atenção no município, segundo a organização, e espaço para questionamentos.

“É na escola que começa o futuro de uma nação e é fundamental essa iniciativa de politização com foco não em quem governa, mas em como governa. Os jovens precisam aprender a fazer essa análise, para saber votar e saber cobrar. É fundamental estar atento aos gestores públicos, que administram a riqueza gerada pela população. É nos municípios que os problemas existem e onde precisam ser resolvidos. Não no Estado ou na União, que só existem na organização”, mencionou o presidente da Matra.

Edgar Ferreira compareceu ao Interação acompanhado do assessor jurídico da Matra, o procurador federal aposentado Júlio da Costa Barros. O Interação abre suas portas atendendo ao seu projeto permanente Escola sem Partido e considera que essa é uma forma de valorizar a cidade no mês de aniversário de Marília.
As alunas Janayna Biel, de 16 anos, e Jaqueline Oliveira, de 15, aprovam a iniciativa do colégio e valorizam organizações como a Matra, que contribuem com a fiscalização da gestão pública. “Achamos que a política de qualidade começa com a educação, em casa e na escola. Se desde pequenos entramos em contato com a ética, crescemos sabendo diferenciar o certo do errado e nos tornaremos bons cidadãos e bons políticos. As disciplinas de sociologia e filosofia têm um importante papel nesse contexto”, opinaram.

Fonte: Jornal da Manhã

Foto: Alexandre Lourenção