DINHEIRO PÚBLICO:  ABELARDO CAMARINHA SERÁ JULGADO PELO FORNECIMENTO DE “BOLSA ATLETA” PARA A ESPOSA

DINHEIRO PÚBLICO: ABELARDO CAMARINHA SERÁ JULGADO PELO FORNECIMENTO DE “BOLSA ATLETA” PARA A ESPOSA

O deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) teve o julgamento de uma ação em que é réu, por crime de responsabilidade, adiada para a semana que vem. O processo corre no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP).

O julgamento estava marcado para esta quarta-feira (9), mas o desembargador Evaristo dos Santos, relator da ação, aceitou o pedido da defesa e adiou o julgamento por uma sessão para sustentação oral. A nova data deve ser 16 de maio.

Camarinha foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) ao Supremo Tribunal Federal (STF) quando era deputado federal junto com sua esposa Fabiana de Cássia Sanches Camarinha, acusada de ter recebido bolsa de estudos universitários ilegalmente.

Na época ela ainda era namorada de Abelardo, de acordo com a denúncia. O desvio seria de R$ 2.938,84 entre os meses de janeiro e dezembro de 2000.

Documentos comprovam que a beneficiada integrou o programa de bolsa de estudos destinada para atletas marilienses.

Quando Camarinha deixou a o Congresso Nacional e perdeu o foro privilegiado, o processo saiu do STF. Com sua eleição para a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), e novamente com foro privilegiado de deputado estadual, a ação foi encaminhada ao TJ.

Com a recente votação do STF pela restrição do foro privilegiado, a defesa de Camarinha tentou suspender o trâmite do processo no TJ. No entanto, o relator negou esse pedido.

“[A] Suprema Corte tratou do foro por prerrogativa de função conferido aos Deputados Federais e Senadores, situação na qual não se enquadra o investigado Deputado Estadual. Assim, indefiro o pleito de suspensão do feito”, escreveu Santos.

Fonte: Marília Notícia