Pré-conferência da Saúde quer ouvir a população; encontro será dia 17

Pré-conferência da Saúde quer ouvir a população; encontro será dia 17

Para promover gestão participativa na saúde pública, a Prefeitura de Marília e o Comus (Conselho Municipal de Saúde) promovem no próximo dia 17 (quarta-feira), às 19h30, a Pré-conferência. Será uma oportunidade para coleta de propostas.

Para participar, basta comparecer na Emef Professora Edméa Braz Rojo Sola, na rua Nicolino Roseli, 720 (próximo ao Ginásio da Avenida Santo Antônio). Os grupos de trabalho serão formados com os presentes, organizados pelas regiões norte, sul, leste e oeste.

As pré-conferências são preparatórias para a Conferência Municipal de Saúde, que acontecerá nos dias 23 e 24 de novembro. O presidente do Comus, Gilberto Martins, acredita que este é o canal mais democrático entre a população e o serviço público de saúde no âmbito de município.

“Não podemos ficar limitados à crítica pela crítica, sem conhecimento e nenhuma participação. Também não podemos ficar submissos, como se o Poder Público estivesse dando uma esmola. Temos que pensar além, entender que somos parte de um sistema que precisa ser cobrado, mas defendido pelo usuário”, disse.

PLANO DE SAÚDE

Martins lembra que, mesmo quem tem plano integral de saúde, é usuário do SUS. O sistema conta com programa de vacinas, transporte de emergência (Samu e Pronto Socorro), vigilância sanitária, controle de zoonoses (doenças compartilhadas por homens e animais), entre outros serviços que impactam em todas as pessoas.

Há ainda as coberturas parciais dos planos, o que leva beneficiários da saúde privada a usar serviços específicos do SUS, como grandes cirurgias e tratamentos de câncer, por exemplo.

“Nós, do Comus, acreditamos que os usuários precisam ocupar seu espaço nas discussões. Se não participarmos da gestão do SUS, ela vai acontecer com base apenas no olhar de quem participa, sem a nossa opinião. Isso não é bom”, declarou.

TEMA

A X Conferência Municipal da Saúde terá como tema “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação/Financiamento do SUS”.

“É importante a participação dos usuários, dos profissionais de saúde, dos dirigentes de instituições e todos que puderem. O SUS está em construção e precisa desse envolvimento para sua consolidação, contemplando melhor as expectativas da sociedade”, disse a secretária municipal da Saúde, Kátia Santana.

Fonte: Assessoria Prefeitura

*Foto divulgação.