COMUNIDADE EM AÇÃO: PRÉ-CONFERÊNCIA DA SAÚDE ELABORA PROPOSTAS PARA MELHORIAS NOS SERTIÇOS PRESTADOS

COMUNIDADE EM AÇÃO: PRÉ-CONFERÊNCIA DA SAÚDE ELABORA PROPOSTAS PARA MELHORIAS NOS SERTIÇOS PRESTADOS

Moradores de todas as regiões da cidade (norte, sul, leste, oeste e centro), zona rural e distritos, trabalhadores da saúde, acadêmicos, gestores, prestadores de serviços e demais usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) participaram da Pré-Conferência Municipal de Saúde de Marília, realizada na última quarta-feira (17), na Emef Edméa Braz Rojo Sola. O encontro resultou em propostas para a melhoria da saúde pública.

O espaço democrático atraiu marilienses como o professor Yuri Rodrigues da Cunha, que compareceu com a esposa (gestante) e a filha de dois anos, todos usuários do SUS. Ele soube da Pré-Conferência em Marília por meio da divulgação, em faixas afixadas na cidade.

“Já participei como relator, na Conferência Nacional, em 2015, representando movimentos sociais. Mas nunca havia feito parte de um momento como este, de pré-conferência. É importante para nós pensarmos, enquanto usuários, como vai ficar o financiamento do SUS e a saúde como um direito do cidadão”, disse o professor.

A maior parte das propostas menciona o acesso ao SUS, o atendimento na rede básica, as especialidades médicas e exames. Há ainda os problemas e propostas transversais, como meio ambiente e asseio de espaços públicos e privados.

COMUS

O movimento, que irá culminar com a Conferência Municipal (23 e 24 de novembro), foi convocado pelo Comus (Conselho Municipal de Saúde) e pela Prefeitura de Marília, com o apoio da Secretaria Municipal da Saúde.

O presidente do Conselho, Gilberto Martins, destacou o engajamento de vários setores, como as instituições de ensino superior em Saúde (Unimar, Famema e Unesp), escolas técnicas com cursos de saúde, hospitais prestadores de serviços ao SUS e usuários, associações, entidades e organizações da sociedade civil.

“Estamos muito satisfeitos com a mobilização. Este é um momento muito importante, porque temos a oportunidade de participar, de forma mais efetiva, das discussões e decisões sobre a saúde pública”, disse Martins.

EM NOVEMBRO

A secretária municipal da Saúde, Kátia Santana, parabenizou o Comus e os demais participantes da pré-conferência. Ela destacou que o trabalho ainda não terminou e convocou a população para a Conferência. Ela lembrou que os apontamentos deste fórum têm peso, inclusive, na destinação de recursos.

“Existe um Plano Plurianual em execução, mas sabemos que as propostas das conferências serão as principais diretrizes do Ministério da Saúde, inclusive para a gestão financeira. Por isso a população tem que participar, para nortear as ações de saúde”, afirmou.

A Conferência será realizada na Fundação Univem. Serão fornecidos transporte e alimentação, para o segundo dia do evento (24/11). Mais informações podem ser obtidas nas unidades de saúde do município.

Fonte: Assessoria Prefeitura

Foto: Júlio César de Carlis