“OS VEREADORES ATENDERAM A VONTADE DO POVO”

“OS VEREADORES ATENDERAM A VONTADE DO POVO”

A frase usada como título deste artigo que marca um momento histórico de Marília, foi dita por um do povo que estava presente na coletiva de imprensa realizada na tarde da última quarta-feira, véspera do feriado da Proclamação da República, no auditório Nasib Cury, da Câmara Municipal.

O evento, conduzido pelo Presidente do Legislativo, vereador Wilson Damasceno, reuniu também os vereadores Cícero do Ceasa, Albuquerque, Evandro Galete, João do Bar, Professora Daniela e Danilo da Saúde, com o único objetivo de anunciar que após uma reunião, os vereadores decidiram aprovar o Projeto de Emenda à Lei Orgânica número 1/2018, que fixa em 13 o número de vereadores na Câmara Municipal. “Temos um consenso na Casa e o compromisso de que os 13 vereadores vão votar favoravelmente à matéria”, disse Wilson Damasceno durante a coletiva. A vereadora Daniela, inclusive, retirou a emenda que havia proposto para que a cidade passasse a ter 17 vereadores na próxima legislatura, e declarou apoio à redução para 13 diante da imprensa e dos membros da sociedade civil organizada que estavam presentes no auditório.

Tudo apalavrado, mas ainda nada ainda concretizado. É que o projeto segue tramitando e precisa ser aprovado em duas votações, sendo a primeira discussão nesta segunda-feira (19/11) e a segunda provavelmente na sessão do dia 03 de dezembro por causa de um prazo legal de dez dias que tem que haver entre uma votação e outra. Mas já há um fato incontestável: a POPULAÇÃO DE MARÍLIA ESTÁ DE PARABÉNS pela movimentação democrática que fez em favor dos 13 vereadores.

A Campanha de redução para 13 vereadores, encabeçada pela Matra, ganhou força a cada dia e contou com o engajamento de 35 entidades, dentre elas Associações de Moradores; Sindicatos; todos os Rotarys Clubes; todas as Lojas Maçônicas; Lions; OAB; ACIM, MBL e CIESP.

Esses dignos marilienses (de nascimento ou de coração) cumpriram muito bem o papel, de demonstrar o INTERESSE PELA COISA PÚBLICA – que é de todos nós! Arregaçaram as mangas, foram às ruas, se manifestaram nas redes sociais (instrumento importantíssimo nos dias atuais) e, a cima de tudo, cobraram os vereadores que ajudaram a eleger, fazendo-os enxergar que de fato eles representam à nós sociedade. Nesta batalha não há vencedores, nem vencidos. Quem ganhará de fato, se as expectativas forem concretizadas, é a cidade de Marília, o seu povo, que entendeu que é o dono daqui – como a Matra vem afirmando há 12 anos.

Que este momento histórico sirva de exemplo para muitas outras batalhas que virão. Não se acomode, participe! Temos muito a comemorar pois o povo parece que já vai compreendendo o significado republicano de ser o verdadeiro titular do poder. E vai compreendendo também, que os seus representantes eleitos exercem esse poder, não em nome próprio ou do partido político que lhes emprestou a legenda, mas em nome de seus verdadeiros titulares.  Daí ser lícita a pressão, ordeira e pacífica, que exerceu para evitar um aumento de 39,5% no salário dos vereadores e também um aumento de custo do Legislativo de R$ 6 milhões a cada quatro anos – caso o Município passasse a ter 21 vereadores. São conquistas importantíssimas, que estão prestes a se concretizar, a julgar pelo que se viu na coletiva de imprensa do último dia 14, mas a luta continua.

Permaneceremos mobilizados até a aprovação em discussão do Projeto 1/2018, cujo resultado certamente deverá ser merecidamente comemorado por todos. O momento ainda é de expectativa, pois o jogo só termina com o apito final soprado pelo Presidente Damasceno. Venha para a Câmara Municipal exercer o seu papel de cidadão. Porque Marília tem dono: VOCÊ!

18-11-VEREADORES-ATENDERAM-VONTADE-POVO-01-final