Plenária reúne entidades e poder público para discutir soluções – veja a reportagem publicada no jornal da manhã desta terça-feira

Plenária reúne entidades e poder público para discutir soluções – veja a reportagem publicada no jornal da manhã desta terça-feira

Acontece amanhã (28) às 19h no auditório da Acim (Associação Comercial e Industrial de Marília), a Plenária do Lixo 2019, evento que busca discutir soluções para questão do descarte de resíduos sólidos urbanos de Marília.

A plenária é aberta ao público e está sendo realizada pela Matra, Origem, Cades (Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável) de Marília e Conselho Municipal de Habitação e Política Urbana, com apoio da Acim e Codem.

Segundo o secretário da Matra, Carlos Alberto Prazeres de Andrade Silva, o descarte dos resíduos sólidos urbanos em Marília ainda é um problema e o município investe R$ 1,4 milhão mensalmente para levar o lixo para o aterro sanitário de Quatá. São quase R$ 17 milhões gastos por ano e ao final de quatro anos de administração o município terá gasto R$ 76 milhões.

“Acreditamos que é possível com uma boa gestão encontrarmos uma solução e com menor custo. Com a questão do tratamento do esgoto sendo encaminhada, um dos principais problemas de Marília que necessita de solução atualmente é o lixo. Isso motivou a Matra e outras entidades a realizarem a plenária para retomar a discussão e buscar soluções”, disse.

Segundo o secretário da Matra, Marília necessita de política pública para o lixo, pautada na Política Nacional de Resíduos Sólidos que prevê uma gestão sustentável economicamente.

“A ideia da plenária é como se pretende reiniciar o debate. Trazer um diagnóstico da situação atual com representantes da Cetesb, do poder público e dos coletores. E também palestras de especialistas e de empresários que mostrem experiências que deram certo. É preciso reiniciar o debate sobre este assunto para que Marília, a exemplo do esgoto, também solucione o problema do lixo”, disse Carlos Prazeres.

O primeiro painel da plenária fará um diagnóstico da situação atual.

Participam Alcides Arroyo Filho, gerente da agência da Cetesb de Marília, um representante do poder público Municipal e representante dos recicladores.

Em seguida acontece o segundo painel que vai tratar da busca de soluções para cidade.

Participam Antônio Luiz Carvalho Leme (gestor ambiental da Origem) com o tema “Programa Município Verde Azul” – importância, desafios e posicionamento de Marília no ranking estadual.

A analista ambiental da ONG Origem, Suzana Más Rosa fala sobre “A política nacional de resíduos sólidos e suas diretrizes”.

Anderson Bertanha (engenheiro eletricista TCS – Thermal Conversion System do Brasil) fala sobre “Termo conversão de resíduos diversos em subprodutos aproveitáveis energeticamente”.

A última palestra será com Diego Silverio dos Santos (engenheiro mecânico – Domotyk) com o tema “Transformando o lixo em riqueza para o município, com geração de energia elétrica e fertilizantes de baixo custo, reduzindo o volume de resíduos para até 3% do total”.

Após as palestras será aberta a participação do público com perguntas, que serão feitas por escrito.

O auditório da ACIM fica na rua Prudente de Moraes 345.

O evento tem entrada franca.

Fonte: Jornal da Manhã