Camarinha é comissionado na Alesp e tem remuneração de R$ 20 mil do Metrô

Camarinha é comissionado na Alesp e tem remuneração de R$ 20 mil do Metrô

O ex-prefeito de Marília e ex-deputado Abelardo Camarinha tem uma remuneração de quase R$ 20 mil por mês no Metrô de São Paulo pelo cargo de “especialista 3”. No entanto, ele atua como comissionado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Segundo reportagem publicada no site Marília Notícia, em 2019, até agosto, ele já recebeu R$ 75 mil líquido do serviço de transporte público da Capital.

Neste ano, Abelardo assumiu a função no Metrô em março. Naquele mesmo mês, no dia 19, ele foi nomeado para o gabinete da liderança do PSB na Alesp, na função de assistente legislativo administrativo.

O líder da sigla no parlamento paulista é seu filho, ex-prefeito e deputado estadual Vinicius Camarinha.

A nomeação de Abelardo no legislativo é na modalidade “comissionado sem prejuízo”. Ou seja, sem prejuízo de seu salário pago pelo Metrô.

Quer dizer que ao invés de receber da Alesp – onde ele afirma estar trabalhando – o dinheiro de seu salário sai da Secretaria de Transportes Metropolitanos.

No mês passado, porém, a Secretaria Geral da Alesp atribuiu a Abelardo a “gratificação de representação”. Na publicação do Diário Oficial do Estado não consta o valor da gratificação.

Em entrevista ao Marília Notícia Abelardo disse que é concursado no Metrô desde 1989 e inclusive está para se aposentar.

Ele negou que receba dois salários – um do serviço de transporte público e outro do Legislativo. Camarinha disse ainda que quando tem mandato político, deixa de receber pelo cargo em que diz ser concursado.

“Sempre que não estou exercendo mandato eu reassumo meu cargo no Metrô. E quando eu sou eleito, me afasto. E em todas as vezes que me afasto do Metrô, é sem os vencimentos”, explicou.

Sendo funcionário público concursado, ele alega que pode ser nomeado como comissionado – ainda que na Alesp – e optar por continuar recebendo seu salário referente ao cargo para qual foi aprovado.

“Mas podem ficar sossegados que em 2020 eu serei eleito prefeito de Marília e abro mão novamente do salário no Metrô”, comentou Abelardo ao Marília Notícia.

Fonte: Marília Notícia

*imagem meramente ilustrativa.