Salários fora da realidade chamam a atenção na Câmara de Marília

Salários fora da realidade chamam a atenção na Câmara de Marília

A Câmara de Marília vem pagando salários muito elevados para alguns de seus servidores, principalmente quando se comparado com a realidade das folhas de pagamento da iniciativa privada.

O assunto chama a atenção, principalmente em momentos de discussão sobre o privilégio dos servidores públicos.

De acordo com a reportagem publicada pelo site Marília Notícia, os elevados salários, em tese, podem ser resultados de incorporações ao longo do tempo, como os anuênios.

Segundo o Portal da Transparência da Câmara Municipal, tanto os agentes de copa como os agentes de segurança legislativa possuem referência salarial no valor de R$ 2.183,58 para o início de carreira.

No entanto, em setembro, entre os oito agentes de segurança legislativa, metade teve vencimentos totais acima de R$ 10 mil. No caso de um deles o valor chegou a R$ 17 mil. Já uma agente de copa chegou a R$ 6,2 mil.

Vencimento total é a forma como são chamados os valores a que os servidores têm direito a receber ainda sem a aplicação dos descontos obrigatórios. Na prática, o salário líquido acaba sendo menor.

Outros casos

Os elevados pagamentos vêm acontecendo mês a mês. Em setembro, por exemplo, a média de vencimento totais para os agentes de telefonia e recepção foi de R$ 7,1 mil. No mês anterior foi de R$ 9,3 mil. O salário de referência para este cargo é de R$ 2,4 mil.

No caso do recepcionista, especificamente, os vencimentos totais vêm sendo acima de R$ 10 mil há vários meses. A referência para o cargo, no entanto, é de R$ 2.411,62. Ou seja, cerca de 75% menos.

Outro caso é dos escriturários, que receberam vencimentos totais que variaram entre R$ 7,7 mil e R$ 17,8 mil no mês passado. A média dos pagamentos foi de R$ 11,7 mil e a referência salarial é de apenas R$ 2.798,35.

A história se repete com muitos outros cargos. Nos últimos meses quem mais tem levado em vencimentos totais tem sido o oficial legislativo, com valores que chegaram a mais de R$ 40 mil.

Outro lado

A reportagem do Marília Notícia questionou a Câmara sobre a justificativa para os elevados salários que vêm sendo pagos ali dentro. Até a publicação desta matéria, porém, não houve retorno. O espaço está aberto para manifestação.

Fonte: Marília Notícia

*imagem meramente ilustrativa