Após sofrer pressão popular grupo de vereadores entra com pedido na Câmara para anulação de reajuste salarial

Após sofrer pressão popular grupo de vereadores entra com pedido na Câmara para anulação de reajuste salarial

Segundo reportagem publicada no Jornal da Manhã desta sexta-feira, 13 de dezembro, um grupo de vereadores entrou com pedido na Câmara Municipal de Marília para a anulação do reajuste salarial deles, a partir de 2021. O projeto de lei 205/2018 foi aprovado, com emenda, na sessão extraordinária da última segunda-feira (9), mas os edis resolveram voltar atrás por conta da insatisfação popular.

“Precisamos reconhecer que foi uma decisão equivocada, votada em momento de sobrecarga de projetos em pauta, sem tempo hábil para melhor avaliação e discussão com a sociedade. Nada mais correto que revogarmos a decisão, para que isso seja discutido em momento oportuno e com a participação da sociedade”, destacou o vereador Danilo da Saúde (PSB) em entrevista ao jornal.

A vereadora Professora Daniela (PL) disse que o projeto de lei em questão tratava do ato fixatório, o que deveria ter sido ratificado em 2009. “Aliás, era uma recomendação do Tribunal de Contas e os vereadores chegaram em um consenso para colocar a matéria em votação. Porém, analisando junto aos meus eleitores e população decidi pedir a anulação da votação, priorizando o compromisso firmado com o povo”.

O vereador Maurício Roberto (PP) ressaltou que pesou bastante conversas dele com pessoas mais próximas. “Após receber manifestações populares, entendemos que a maioria destas pessoas não concordava  com o ato e por esta razão resolvemos pedir a revogação do aumento. Não houve tempo hábil para a discussão do projeto com a sociedade e entendo que o melhor caminho seria anularmos a votação”.

O documento que pede a revogação do reajuste dos subsídios dos vereadores a partir da próxima legislatura foi assinado ontem (12), na Câmara Municipal de Marília.

Além de Danilo da Saúde, Professora Daniela e Maurício Roberto, assinaram o pedido de anulação do aumento de salários os edis: Marcos Custódio (PSC), Evandro Galete (Podemos), Mário Coraíni Júnior (PTB) e João do Bar (PHS).

Levando-se em consideração que votaram contra a emenda para o aumento dos salários os vereadores Luiz Eduardo Nardi (PL), Wilson Alves Damasceno (PSDB), José Luiz Queiroz (PSDB) e Cícero do Ceasa (PV), agora, total de 11 edis querem a anulação do projeto, que ainda não foi sancionado pelo prefeito Daniel Alonso (PSDB).

A Matra já tinha alertado sobre a enxurrada de projetos aprovados às pressas pelo Legislativo às vésperas do recesso:

ENXURRADA DE PROJETOS ÀS VÉSPERAS DO RECESSO LEGISLATIVO CHAMA A ATENÇÃO. O QUE ESTÁ SENDO APROVADO POR ATACADO?