Dinheiro Público: Gastos da Câmara dos Deputados com missões oficiais aumentaram em 2019 e ultrapassaram R$ 11 milhões

Dinheiro Público: Gastos da Câmara dos Deputados com missões oficiais aumentaram em 2019 e ultrapassaram R$ 11 milhões

Os gastos da Câmara dos Deputados com missões oficiais de parlamentares e servidores aos exterior aumentou 50,3% em 2019 na comparação com o ano anterior, de acordo com levantamento feito pelo portal G1 por meio da Lei de Acesso à Informação.

Em números absolutos, as despesas pagas pela Câmara chegaram a R$ 11,9 milhões. O valor foi usado na aquisição de passagens aéreas, em diárias e adicionais. Em 2018, a Câmara gastou R$ 7,9 milhões com estas missões.

O montante relativo a 2019 também é 17,7% superior ao registrado no primeiro ano da legislatura anterior, em 2015. Naquele ano, foram R$ 10,1 milhões com gastos em missões oficiais. Para efeito de comparação, o G1 levou em conta valores corrigidos pela inflação.

O QUE SÃO MISSÕES OFICIAIS?

Missões oficiais são viagens feitas por deputados ou servidores para participar de eventos relacionados ao trabalho do Legislativo ou a assuntos tratados na Câmara.

São exemplos as viagens para participar da Audiência Parlamentar Anual da União Interparlamentar em Nova York (EUA) ou de uma reunião da Mesa Diretora do Parlamento do Mercosul em Montevidéu (Uruguai).

No ano passado, 61 países receberam missões oficiais da Câmara. Compuseram-nas 217 deputados e 62 funcionários da Casa. Houve também gastos em viagens domésticas, ou seja: para cidades brasileiras. Há de se ressaltar que ainda há 212 relatórios de 2019 que continuam “pendentes”.

Em tempos de mobilização mundial contra o coronavírus, esses números demonstram que é preciso uma reforma urgente e o redirecionamento de demandas na aplicação dos recursos públicos no Brasil. Precisamos de mais dinheiro na saúde e diminuição dos custos da “máquina pública”.

Fonte: site Mais Goiás (com informações do G1)

*imagem meramente ilustrativa.