Partidos Políticos ficaram com R$3 bilhões dos impostos pagos este ano

Partidos Políticos ficaram com R$3 bilhões dos impostos pagos este ano

Após a decisão do Congresso de proibir a doação de empresas a campanhas eleitorais, é o pagador de impostos que financia quase toda a atividade dos partidos políticos no Brasil.

Em 2020, essa conta bateu novo recorde: R$3 bilhões, que representa soma dos valores distribuídos pelo fundão eleitoral (R$ 2 bilhões), que banca campanhas, e pelo fundão partidário (R$1 bilhão), que financia as “atividades” dos partidos. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O fundo eleitoral vai dividir R$2,03 bilhões entre 23 partidos. O PT é o maior beneficiado (R$201 milhões), seguido pelo PSL (R$199 milhões).

O total de verbas do fundão partidário de R$1 bilhão é dividido entre 33 partidos. O PSL já levou R$81 milhões e o PT, R$68,5 milhões.

Ainda segundo a reportagem publicada no site impostômetro.com, da Associação Comercial de São Paulo, multas eleitorais por propaganda antecipada ou ilegal são pagas à Justiça Eleitoral, que depois as redistribui aos próprios partidos.

Até agora o brasileiro já pagou mais de R$ 1,7 trilhão em impostos. Só em outubro pagamos mais de 182 bilhões de reais em impostos.

O número foi registrado pelo Impostômetro, da Associação Comercial de SP. Quer dizer que, em média, municípios, estados e a União morderam quase 900 reais do bolso de cada brasileiro. A arrecadação, por outro lado, foi 46 bilhões menor que no mesmo período do ano passado. Impacto não de uma redução dos impostos, mas da pandemia do coronavírus. Que derrubou a produção e as vendas, em vários setores, e, consequentemente, o pagamento de tributos.

Os números da arrecadação em tempo real estão disponíveis na internet, no site impostometro.com.br.

*Fonte: impostometro.com.br (com informações do Diário do Poder)

**imagem meramente ilustrativa.