Brasil lidera ranking de mau uso de impostos

Brasil lidera ranking de mau uso de impostos

O Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação aponta que a destinação dos impostos arrecadados no país não chega à sociedade de maneira adequada. O presidente executivo do IBPT, João Eloi Olenike, explica que o Índice de Retorno de Bem Estar à Sociedade utiliza a carga tributária sobre o PIB do Brasil (15%) e o Índice de Desenvolvimento Humano (85%). “Em todas essas dez edições o nosso país ficou em último lugar, em 30º. O Brasil tem uma carga tributaria equivalente aos países de maior arrecadação do mundo, mas o retorno é muito ruim — para não dizer péssimo. Ficamos abaixo de países da América do Sul, como Argentina e Uruguai.”

O levantamento aponta aquilo que o brasileiro sente no seu dia a dia na saúde, na educação e na segurança. A 10ª edição do Índice de Retorno de Bem Estar à Sociedade leva em consideração os 30 países com a maior carga tributária no mundo. Desde a primeira edição, o Brasil permanece na última colocação — enquanto Estados Unidos, Suíça e Austrália já ocuparam o primeiro lugar. Em 2020, é a vez da Irlanda.

*Fonte: jovempan.com

**imagem meramente ilustrativa.