AÇÃO DA MATRA CONTRA FILAS E AGLOMERAÇÕES NAS CALÇADAS REPERCUTE NA IMPRENSA

AÇÃO DA MATRA CONTRA FILAS E AGLOMERAÇÕES NAS CALÇADAS REPERCUTE NA IMPRENSA

O Jornal da Manhã, publicou na edição desta sexta-feira, 12, uma reportagem repercutindo o artigo da MATRA do último domingo, no qual noticiamos uma representação ao Ministério Público, com pedido de providências, para solucionar um problema que tem gerado muitos transtornos e reclamações me Marília.

MATRA-JORNAL-12-02-2021-001

Na reportagem, o Jornal da Manhã destacou o trabalho da MATRA e reproduziu trechos do artigo.

Veja o que foi publicado, tanto na edição  impressa como na digital do Jornal da Manhã desta sexta-feira:

A Oscip (Organização de Sociedade Civil de Interesse Público) MATRA (Marília Transparente) encaminhou ofício ao MP (Ministério Público) pedindo providências no que se refere a medidas protetivas aos idosos nas filas de bancos.

De acordo com a MATRA, foram constatadas filas de até 200 pessoas, em pé, na calçada, debaixo de sol forte ou de chuva, algumas vezes, por horas, nas proximidades de algumas agências bancárias, para receberem os pagamentos, indo além do descumprimento às medidas de prevenção à Covid-19.

Por isso a MATRA encaminhou um ofício à Promotoria de Justiça com atuação cível na área do idoso em Marília, para que tomasse conhecimento e as providências que julgar necessárias, afim de garantir o respeito às medidas de controle da pandemia na cidade e o restabelecimento do direito assegurado às pessoas com idade superior a 60 anos, destacando-se a “garantia da prioridade, consubstanciada no atendimento preferencial, imediato e individualizado junto aos órgãos públicos e privados prestadores de serviços à população” – como consta no Estatuto do Idoso. E isso vale para todos os estabelecimentos, não apenas os bancos.

A denúncia encaminhada pela MATRA foi acompanhada de cópias de reportagens que abordaram o assunto, publicadas pelo Jornal da Manhã, contendo diversos depoimentos como o de uma mulher de 83 anos, que estava há duas horas na fila (em pé na calçada) para poder receber a aposentadoria.

Além disso, a MATRA também encaminhou fotos que deixam ainda mais evidente o descaso com que a situação foi tratada em diversos locais, inclusive na frente do Ganha Tempo Municipal em alguns dias.

O Ministério Público ainda não se manifestou sobre a denúncia encaminhada pela Matra.