Prefeitura faz novo aditivo em contrato da ETE Palmital. Obra já custa 10% a mais do que o previsto

Prefeitura faz novo aditivo em contrato da ETE Palmital. Obra já custa 10% a mais do que o previsto

A Prefeitura de Marília assinou na última segunda-feira (15) um novo aditivo no contrato com a  Replan Saneamento e Obras Ltda para construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Palmital.

Trata-se do segundo aditivo neste contrato, desta vez com o acréscimo de R$ 1,1 milhão. O primeiro foi no valor de R$ 3,6 milhões. Juntos, eles representam um aumento de R$ 4,7 milhões no valor previsto inicialmente.

O contrato foi assinado por R$ 40,9 milhões e os aditivos representam um acréscimo superior a 10% sobre esta cifra.

Apesar de o aditivo ter sido assinado somente agora, a ETE Palmital já foi até mesmo inaugurada pela Prefeitura de Marília no dia 11 de dezembro do ano passado, há pouco mais de três meses.

O evento contou inclusive com a presença do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Trata-se da terceira e última etapa das obras de tratamento de esgoto de Marília. Junto com as ETEs do Pombo e do Barbosa, a capacidade total do sistema é de limpar 1,1 mil litros por segundo. Mas ainda falta concluir as obras de construção dos emissários para que todo o esgoto produzido na cidade possa ser tratado.

*com informações do Marília Notícia.

**Imagem meramente ilustrativa.