Notícias

Busca

MATRA

ABHU vai cortar atendimento em 70% por inadimplência da Prefeitura

18 de novembro de 2016 - 10:48

A ABHU (Associação Beneficente Hospital Universitário), da Unimar, vai cortar o atendimento a UPA em 70% por falta de pagamento da Prefeitura. A administração municipal deve mais de R$ 3 milhões à instituição e tinha prometido efetuar um repasse ontem, o que não aconteceu. Os 243 funcionários da Unidade de Pronto Atendimento só receberam metade do salário.

De acordo com a presidente da ABHU, Márcia Mesquita Serva, neste mês foi preciso tirar dinheiro do Hospital Beneficente Unimar para pagar pelo menos metade dos salários da UPA. A folha de pagamento soma R$ 900 mil e a Prefeitura não repassou nenhum valor.

A UPA é gerida pela ABHU e o convênio com a Prefeitura prevê repasse mensal de R$ 1,5 milhão para a manutenção do serviço. No entanto, em setembro e outubro a Administração pagou somente R$ 1,1 mi e neste mês de novembro não efetuou repasse algum.

“Devíamos ter recebido o valor contratual da UPA no último quinto dia útil, mas até agora não houve pagamento. Se até amanhã (hoje) a Prefeitura não pagar, vamos reduzir o atendimento em 70%, o que corresponde aos casos menos urgentes (classificados nas cores azul e verde)”, mencionou a presidente da ABHU.

Márcia Mesquita Serva destacou que a UPA corre o risco de perder uma equipe capacitada e diferenciada por falta de compromisso político e que a ABHU, da Unimar, não pode mais manter o pactuado com um governo que não está comprometido com a instituição e nem com a população.

“A UPA não vai parar de atender porque é um serviço essencial de urgência e emergência, mas não vamos mais atender os casos verde e azul, que são maioria por falta de gestão do poder municipal, já que eses casos têm que ser absorvidos pelas unidades da rede básica e não são. Segunda-feira é o dia de maior movimento na UPA e se não recebermos o que a Prefeitura nos deve, vai ter muita gente saindo de lá brava, com o encaminhamento para o posto de saúde nas mãos”, desbafou a presidente da Associação Beneficente Hospital Universitário.

Dívida municipal com Hospital da Unimar

A dívida da Prefeitura com a ABHU envolve também o Hospital Beneficente Unimar, que tem recebido os recursos municipais somente em parte e com atraso, acumulando uma dívida superior a um milhão de reais.

Prefeitura

A Prefeitura se limitou a informar que de maio a outubro não recebeu o repasse do governo federal para a manutenção da UPA. Só que o subsídio mensal do Ministério da Saúde é de apenas R$ 250 mil, não compatível com a dívida da Prefeitura com a Unidade de Pronto Atendimento que está em R$ 2,3 milhões (R$ 400 mil de setembro, R$ 400 mil de outubro e o total de R$ 1,5 milhão de novembro).

Ainda que se considerem os repasses federais não pagos desde maio, que a Administração Municipal reivindica, o total chega a R$ 1,750 milhão e o convênio da ABHU foi firmado com a Prefeitura e não com o governo federal.

Fonte: Jornal da Manhã

Comentários

Mais vistos