Notícias

Busca

MATRA

Aniversário da Cidade: Mesmo sem dinheiro, Prefeitura poderá contratar show de Chitãozinho & Xororó

11 de fevereiro de 2015 - 11:06

No final do ano passado a Prefeitura publicou decreto determinando “economia de guerra”. Por 90 dias, a Administração tomou várias medidas e o resultado foi uma economia de R$ 1,7 milhões. Porém, ao invés de continuar a reduzir as despesas, a Prefeitura poderá contratar a dupla Chitãozinho & Xoxoró para realizar show em comemoração ao aniversário da cidade. A informação consta no site da dupla: http://chitaoxororo.uol.com.br/#/agenda/.

No ano passado, a Prefeitura gastou  mais de R$ 430 mil com o show de Zezé di Camargo & Luciano, ocorrido no dia 03 de abril. Visando a transparência pública, a MATRA pediu todos os documentos referentes ao contrato. Em resposta, a Administração informou que “a realização do evento constitui matéria de grande interesse público, uma vez que movimentará a economia do município em diversos segmentos, gerando inúmeros empregos diretos e indiretos, proporcionará lazer, entretenimento e cultura à população de Marília”. Na época a MATRA questionou se um dia de apresentação musical traria tantos benefícios econômicos à cidade.

Um mês antes da realização do show, a MATRA chegou a fazer um requerimento à Prefeitura pedindo a reconsideração da contratação da dupla. No documento, a entidade afirmou que o valor despendido seria muito alto e que a contratação não era condizente com a informação oficial acerca da situação financeira precária da Prefeitura. A MATRA ainda sugeriu que a quantia fosse aplicada na melhoria dos serviços públicos municipais.

“Se a Prefeitura alega constantemente que há pouco dinheiro em caixa e que é preciso aumentar a receita do município, então esse gasto será prejudicial para as finanças públicas”, escreveu a entidade.

Outro ponto abordado pela MATRA no ofício se referiu à posição do TJ (Tribunal de Justiça), o qual declarou que eventos públicos devem ser realizados mediante patrocínio privado e não com o dinheiro do contribuinte, pois não são despesas essenciais.

Vale lembrar que a MATRA novamente não se opõe à realização da festa, porém pede que haja um bom senso nos valores a serem gastos.

Comentários

Mais vistos