Notícias

Busca

MATRA

Base Aérea gasta R$ 10,2 mil para compra de sushi

17 de novembro de 2014 - 11:15

carrinho-de-compras

A Base Aérea de Fortaleza servirá comida japonesa para alimentação da tropa de novos militares da aula de sobrevivência na Selva. O gêneros alimentícios custarão ao órgão R$ 10,2 mil. Na compra foram incluídas 60 porções com cinco niguiri de atum, de salmão, camarão e kapamaki, 10 califórnias de salmão e sushi, 20 de Kani, cinco sakemaki de salmão, cinco de camarão, cinco temakis de salmão e cinco de lula defumada. Já o VI Comando Aéreo Regional decidiu investir na conservação de alimentos, ou melhor, na compra de três frigobares. Os eletrodomésticos com capacidade de 120 litros, brancos e da marca Consul custarão ao órgão R$ 2,2 mil.

A Câmara dos Deputados gastará R$ 65,5 mil na compra de 26 mil cartuchos de munições de calibres 38 e 40. O armamento, segundo a Casa, servirá para treinamento de agentes de polícia do Departamento de Polícia Legislativa (Depol).

Enquanto isso, a diversão será instaurada no Centro Logístico da Aeronáutica. A Unidade comprará uma mesa de totó e uma de sinuca por R$ 6 mil totais. As mesas serão do modelo residencial de luxo. O “jogadores” da mesa de totó virão em ferro embutido por pintura eletrostática e com a estrutura em madeira maciça.

E para relaxar, o VI Comando Aéreo Regional adquirirá 19 camas box de solteiro, brancas e da marca Cristalflex Sublime por R$ 8,4 mil. Além disso, como mais um adereço de fardamento oficial serão comprados 50 lenços em cetim, silkado dupla face em azul e vermelho por R$ 2,5 mil.

Por outro lado, o Grupamento de Apoio de Brasília, ao que parece está pensando em trabalho. A Unidade comprará 25 microcomputadores da marca HP, ao custo de R$ 83,7 mil.

A Secretaria-Geral do Exército mais uma vez premiará funcionários por serviços prestados. Para tanto, a Unidade adquirirá 1.000 medalhas Marechal Osório-O Legendário e 500 estojos completos da medalha do Pacificador militar e civil masculino por R$ 235 mil.

Segundo a tradição, deve receber aquela medalha o servidor que tiver excelente desempenho funcional e irrepreensível conduta civil e militar, tenham se destacado por excepcional preparo físico ou por participação como integrante de representações desportivas em competições nacionais ou internacionais. Para merecer a outra, o servidor deve ter o mínimo de 15 anos de trabalho.

No Senado Federal alguns privilegiados também receberão medalhas. A Casa decidiu reservar R$ 1,7 mil para premiações de honra ao mérito. Ao todo são 11 medalhas banhadas a ouro, com o brasão da República, com estojo revestido de pelica, na cor verde. A compra também inclui uma placa comemorativa.

Confira aqui as notas de empenho da semana

*Vale ressaltar que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas. 

– See more at: http://www.contasabertas.com.br/website/arquivos/10021#sthash.qGhF8Kp9.dpuf

Comentários

Mais vistos