Notícias

Busca

MATRA

Câmara enfia IPTU goela abaixo

27 de dezembro de 2012 - 09:30
Herval Rosa Seabra, Eduardo Gimenes, Marcos Custódio, Pedro do Gás, Capacete, Cezar ML e Donizeti traíram a população mariliense e votaram a favor do projeto da Planta Genérica, com aumento abusivo e extorsivo do IPTU.
O presidente da Câmara Municipal Yoshio Takaoka, que só votaria em caso de empate também é favorável ao aumento e também articulou nos bastidores pela aprovação da matéria.
Chegou a perder a postura em embate com o vereador Albuquerque. Aliás, nenhum deles se manifestou publicamente e sequer foram à tribuna da Câmara Municipal na sessão de ontem para fazer a defesa do projeto enviado pelo prefeito Ticiano Toffoli (PT).
Ficaram quietinhos, apenas esperando pela votação e nem sequer precisaram se levantar para aprovar o projeto.
Os únicos vereadores que tiveram coragem de ir à tribuna para defender a população foram Mário Coraíni, Wilson Damasceno, Junior da Farmácia, Eduardo Nascimento e José Carlos Albuquerque.
Pouco adiantaram os apelos feitos aos demais vereadores para rejeitarem o projeto extorsivo de aumento do IPTU. Tudo já estava decidido.
Era apenas uma questão de tempo para chegar à votação, tanto que o vereador Herval Rosa Seabra teve a preocupação de alertar para a necessidade da votação do projeto em segunda discussão logo após a primeira votação, para que os novos valores entrem em vigor no próximo ano já na administração do prefeito eleito Vinícius Camarinha. Mais estranho é que o prefeito Ticiano Toffoli, do PT, que está com os dias contados e foi derrotado fragorosamente nas urnas, insistiu na aprovação desse projeto de aumento do IPTU.
Talvez essa postura se justificasse, caso tivesse sido reeleito, pois aí estaria buscando recursos para uma nova administração. Contudo, a dinheirama que a Prefeitura vai extorquir da população vai ajudar Vinícius Camarinha.
Paira no ar um mau cheiro de acordão entre Toffoli e Vinícius! E quem vai pagar a conta salgada da bandalheira da política local será a população.
Durante todo o tempo de discussão desse projeto, em nenhum momento o prefeito eleito Vinícius Camarinha, apareceu em público para se dizer contrário ao aumento do IPTU e não saiu em defesa da maioria do eleitorado que o elegeu.
Mais uma vez a maioria da Câmara Municipal se coloca contra a comunidade, ignorando os votos que esses vereadores receberam para defender os interesses da população.
Alguns já foram barrados nas urnas e por isso mesmo não têm nada a perder.
Aliás, só a ganhar e já fizeram a última sessão dessa legislatura e não voltarão a ocupar o plenário a partir do próximo ano. Marília só terá a perder daqui para a frente, porque haverá menor investimento e muitas empresas poderão até mesmo deixar a cidade da violenta extorsão do IPTU, que agora será progressivo, achacando cada vez mais o contribuinte.
Uma vergonha para a cidade! Quem vai ganhar então? Apenas alguns!

Comentários

Mais vistos