Notícias

Busca

MATRA

COM A BOCA NA BOTIJA: Matra flagra CODEMAR descumprindo contrato de execução da operação Tapa Buracos

12 de dezembro de 2013 - 11:56

Publicação da Matra desta semana intitulada “Buracos, buracos…” demonstrou, com base no Memorial Descritivo relativo à execução das obras da Operação Tapa Buracos que vem sendo realizada pela CODEMAR (orçada em R$ 1.790.000,00), o passo a passo que deve ser observado pela contratada para a execução dos serviços. O contratado foi isto:

a)    A CODEMAR deve, inicialmente, efetuar a marcação do local a ser reparado, sempre na forma geométrica (quadrado ou retângulo). Isso facilita a medição para efeito do cálculo do serviço a ser pago;

b)    Feita a marcação na forma geométrica, a CODEMAR deve escavar uma vala em formado de caixa, dentro do formato e limites demarcados, de forma a que as paredes resultem sempre verticais;

c)     Escavada a vala deve ser retirado o material impróprio e preenchendo o local com solo pré-misturado para uma boa homogeneização, para que consiga uma compactação com um aproveitamento de 95 % do Proctor Normal do subleito para pavimentação asfáltica com posterior a imprescindível compactação mecânica, a ser procedida em camadas, de 20 em 20 cm. Sem o que a camada asfáltica não resiste;

d)    Preparado o solo, obrigatoriamente deve ser feita a “imprimação ligante” (utilizando-se uma liga de piche para permitir a aderência ou a fixação da camada asfáltica ao solo compactado);

e)    Depois da “imprimação ligante” é que é aplicada a camada asfáltica, contratualmente prevista em 3 cm.

f)     Aplicada a camada asfáltica, vem a fase da regularização mecânica da superfície, para a qual deve ser utilizados rolos compressores ou caso necessário a utilização de placa vibratória para melhor acabamento dos serviços executados.

Na matéria a Matra perguntou: quem já não viu alguma equipe da operação tapa buracos, simplesmente jogando com uma pá a camada asfáltica diretamente sobre o buraco a ser tapado, sem qualquer preparação e dar como realizado o serviço? E perguntou, também: alguém já viu algum fiscal da prefeitura, devidamente identificado, conferindo a execução dos serviços e procedendo à medição, para efeito de pagamento?

Pois bem. Agora a reportagem da Matra conseguiu pegar a contratada CODEMAR com a “boca na botija”. Para quem ainda não havia visto a equipe da CODEMAR em ação, simplesmente jogando a camada asfáltica sobre os buracos sem a adequada preparação do terreno e desrespeitando normas contratuais, aqui vão as fotos colhidas na última terça-feira (10), na Rua Presidente Roosevelt, nas proximidades do acesso à rodovia, por volta das 10h.

Mal comparando, é como se um dentista tapasse o buraco causado por uma cárie dental sem antes remover a própria cárie e preparar o local. Resultado: essa cárie continuará a progredir até “matar de dor” o paciente.

Ressalte-se que no momento não havia nenhum engenheiro da Prefeitura para fiscalizar a execução das obras, mas a Matra espera que os serviços assim realizados não sejam recebidos ou pagos. E ainda que a Câmara Municipal e Controladoria Geral do Município finalmente cumpram o seu papel controlador.

Vejam a sequência de fotos:

10122013116 10122013117 10122013118 10122013119 10122013120 10122013121 10122013122 10122013123 10122013124 10122013126 10122013127

Comentários

Mais vistos