Notícias

Busca

MATRA

Em entrevista ao Jornal Cidade, presidente da MATRA destacou os desafios da nova gestão da OSCIP

17 de março de 2022 - 10:24

Em uma reportagem, publicada esta semana pelo Jornal Cidade, o Presidente da OSCIP MATRA, Walter Freitas, falou dos desafios que deve enfrentar à frente da entidade que já tem dezesseis manos de história e reconhecimento da população deMarília.

Veja na íntegra a reportagem do Jornal Cidade:

Foto: reprodução JC

A Organização Marília Transparente (Matra) está com nova diretoria empossada desde outubro do ano passado e com mandato até outubro de 2024. Sob a presidência do ex-bancário e hoje empresário de confecção Walter Antônio Freitas, ele comenta sobre quais serão as prerrogativas de sua gestão, bem como do avanço e importância da entidade para a cidade nestes últimos 16 anos, desde que foi criada.

A entidade é uma OSCIP, título fornecido pelo Ministério da Justiça do Brasil, e desde sua fundação vem desempenhando um papel importante na fiscalização dos atos públicos, das leis em discussão ou em vigência do Poder Legislativo, bem como dos negócios, gastos e investimentos realizados pela Prefeitura de Marília.

Uma das grandes conquistas da entidade foi promover uma campanha de economia de gastos no Legislativo, mobilizando toda a população no debate, e sensibilizando a Câmara Municipal a reduzir de 21 para 13 vereadores. “É triste ver este debate retornar novamente, e ampliar os gastos com mais vereadores, mas pelo menos agora é para 17 e não 21 vereadores”, declarou o novo presidente.

Outro mérito da entidade na defesa da população foi combater e evitar no passado as várias tentativas de venda do DAEM (Departamento de Água e Esgoto de Marília).

“Estão novamente querendo discutir este assunto, que é um absurdo, um prejuízo para a cidade, pois o DAEM é uma fonte de renda do município, um serviço essencial, uma riqueza da cidade que não pode ser entregue para fins privados”, justificou.

Recentemente, a Matra aproveitou uma reportagem especial do Jornal Cidade, denunciando o descaso e omissão pública na exploração dos postes de energia e iluminação da Prefeitura. O uso indiscriminado destes equipamentos energizados, para fins comerciais e exploração de serviço de telefonia, internet e tv por assinatura, deixou a cidade inteira com fios soltos espalhados por quase todos os postes.

A entidade, ciente do problema, fez uma denúncia ao Ministério Público pedindo para que o Poder Judiciário intervenha junto ao Poder Executivo.

Outra bandeira da entidade é o abandono de espaços públicos relevantes para a população, como praças, poliesportivos, centros comunitários, entre outros equipamentos construídos com dinheiro público e abandonados na erosão, no desgaste e no vandalismo.

“O abandono do Parque do Povo, de vários poliesportivos, é uma preocupação nossa que estamos nos mobilizando para cobrar da Justiça uma solução”, declarou.

A principal novidade da nova gestão da Matra será a criação de um novo site e de ferramentas de comunicação e interação com a sociedade, com canais de denúncia e registro de reclamações, para melhor nortear o grupo nas futuras fiscalizações.

*Fonte: Jornal Cidade.

**Imagem meramente ilustrativa.

Comentários

Mais vistos