Notícias

Busca

MATRA

EPIDEMIA DE DENGUE: Servidor pede instalação de CP para investigar omissão do prefeito Vinícius

05 de março de 2015 - 09:26

O servidor público estadual Antonio Vieira protocolou ontem (4) na Câmara Municipal pedido de instalação de CP (Comissão Processante) para investigar se houve omissão e negligência do prefeito Vinícius Camarinha (PSB), que teriam ocasionado a epidemia de dengue enfrentada pelo município. Ele acusa o chefe do Executivo Municipal de não ter tomado medidas preventivas mesmo sabendo do risco da proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Antonio Vieira destaca as mortes registradas em Marília em decorrência da dengue e enfatiza ainda que “a população tem sido acusada de responsabilidade dos casos de dengue existentes, mas na verdade faltam ações efetivas da Administração Municipal em busca de solução para o problema – apesar de toda a propaganda que se faz”.

O denunciante diz que “a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) lançou um comunicado à Prefeitura Municipal há mais de um ano sobre a necessidade de se envidar esforços para a contenção do problema diante da realidade verificada naquele momento. Segundo o índice de Breteau, a cidade de Marília contava com um índice (de infestação do mosquito da dengue) de 5,7. Isso significava que em cada 100 casas visitadas, em 5,7 havia a larva do mosquito. O índice aceitável é de apenas 1,0. De 1,0 a 3,9 a situação já é de alerta e superior a 4,0 encarada como preocupante por indicar risco epidêmico, o que de fato se deu”. Ainda conforme o requerente da CP, fontes de dentro da Secretaria Municipal de Saúde teriam informado que a cidade pode chegar a mais de 90 mil casos de dengue.

Ele ressalta que “infelizmente, não se vê ampla divulgação nos meios de comunicação, para que, alertada sobre esta perspectiva a população reaja num grande mutirão para se ver livre do problema, que não é só da Administração, mas de todo cidadão que quer ver preservada sua saúde e o bem-estar de sua família”. Antonio Vieira salientou que “a Câmara Municipal não pode se omitir e deve investigar a conduta do prefeito, principalmente buscando os dados da Sucen”.

O servidor sugere ainda que os vereadores questionem os dados verdadeiros sobre o número de mortes em decorrência da doença e compareçam as unidades de saúde da família para colher informações diretamente com os agentes comunitários sobre os dados encontrados nas casas e o que efetivamente foi feito a respeito.

Na próxima sessão

A assessoria de imprensa da Câmara Municipal informou que o pedido de abertura de CP contra o prefeito Vinícius Camarinha por omissão e negligência diante da epidemia de dengue enfrentada pelo município será votado pelos vereadores na sessão ordinária da próxima segunda-feira (9).

Fonte: Jornal da Manhã

Z Vieira 1Z Vieira 2 Z Vieira 3 Z Vieira 4 Z Vieira 5 Z Vieira 6 Z Vieira 7 Z Vieira 8 Z Vieira 9

Comentários

Mais vistos