Notícias

Busca

MATRA

Estado e Município inauguram Bom Prato

27 de junho de 2014 - 09:47

 

O Restaurante Popular Bom Prato será inaugurado hoje com a presença de autoridades municipais e estaduais, incluindo o prefeito Vinícius Camarinha e o governador Geraldo Alckmin. O programa foi implantado em Marília com o envolvimento das duas esferas públicas. As refeições serão servidas diariamente à população a partir de segunda-feira. O Bom Prato é um programa da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social voltado ao fornecimento de alimentação balanceada, ao preço de R$ 1,00 o almoço e R$ 0,50 o café da manhã.

O objetivo é oferecer, às pessoas em situação de vulnerabilidade social, refeições de alto valor energético e de qualidade. Também pode incluir Internet gratuita, como vai acontecer em Marília, pelo Programa “Acessa SP”. E cursos de qualificação profissional sem custo, pelo Programa “Via Rápida para Emprego”, que serão desenvolvidos na unidade local posteriormente. Para a unidade local, o convênio com o Estado foi assinado pela Prefeitura em outubro do ano passado. “Fizemos a solicitação do Bom Prato desde que assumimos a gestão municipal (início de 2013), e assim que o Governo ampliou o programa, incluiu Marília”, comemorou o secretário municipal da Assistência Social, Hélio Benetti.

O Estado custeou a reforma do imóvel selecionado e equipou o restaurante, que terá gestão municipal, através da Fumares (Fundação Mariliense de Recuperação Social), entidade vinculada à Secretaria de Assistência Social. O preparo das refeições será terceirizado, mas o processo ainda está em fase de licitação. Por enquanto, uma contratação temporária oportuniza o serviço. As primeiras refeições para o público foram preparadas na quarta-feira para convidados do poder público, iniciativa privada, comunidade e imprensa conhecerem o programa. Hoje, acontece a inauguração oficial do restaurante com a presença do prefeito e do governador. E na segunda-feira, as portas serão abertas definitivamente, para funcionamento diário, de segunda a sexta-feira.

O Bom Prato de Marília vai servir 1.200 refeições por dia, o que é o piso e considerado um número suficiente, inicialmente, para municípios com até 250 mil habitantes. Além do almoço completo, com suco, fruta e pão, a R$ 1,00, serão servidos 300 cafés da manhã, a R$ 0,50. Como o valor real de preparação dos pratos é mais alto, o Estado assume R$ 2,00 por refeição e a Prefeitura, R$ 1,00. Quanto ao café da manhã, fica a cargo do governo estadual custear os R$ 0,80 faltantes por pessoa servida. “O programa Bom Prato vem ao encontro da proposta da Fumares de dar dignidade às pessoas em maior vulnerabilidade social, daí a nossa gestão do serviço”, mencionou o presidente da Fumares, Paulo Roberto Vieira da Costa. Costa ressaltou que o restaurante popular se difere da maioria dos estabelecimentos de custo reduzido.

“Além do preço de R$ 1,00 estar abaixo de mercado, os usuários do Bom Prato encontrarão um alto padrão de qualidade, higiene e conforto no restaurante, conferindo dignidade às suas refeições e valorizando o seu pagamento”. Embora sem finalidade lucrativa, a gestão do Bom Prato pela Fumares visa favorecer o seu público-alvo, já que existem andarilhos resistentes às moradias temporárias da fundação ou do Centro Pop, e precisam de uma alimentação que possam pagar. Opção econômica para trabalhadores No entanto, o secretário da Assistência Social observou que a população de rua deve ser um público reduzido, justamente em função dos programas sociais de acolhimento e de entidades sociais que atendem aos andarilhos.

“O Bom Prato é uma opção econômica, segura e de qualidade, devendo atrair grande número de trabalhadores, em especial do transporte urbano e comércio, em função da localização, além dos aposentados”. O restaurante ocupa um imóvel alugado pela Prefeitura na avenida Brasil, n. 324, estrategicamente ao lado do Terminal Urbano. Alimentação completa e balanceada O almoço, com 1.200 calorias, será composto de arroz, feijão, carne, legumes, salada, farinha de mandioca, pão, fruta da época e suco. Já a refeição matinal, com 400 calorias, terá leite, café, achocolatado, pão com manteiga, requeijão ou frios e uma fruta da estação.

Fonte: Jornal da Manhã

Comentários

Mais vistos