Notícias

Busca

MATRA

Hospitais de Marília realizarão ato público na Câmara na próxima segunda-feira (08); Matra auxiliará a recolher assinaturas

05 de abril de 2013 - 17:04

No dia 8 de abril, as quatro instituições filantrópicas e sem fins lucrativos de Marília, prestadoras de serviços ao SUS (Sistema Único de Saúde) formadas pela Santa Casa, Maternidade Gota de Leite, Hospital Espírita e Hospital Universitário se unirão na mobilização “Tabela SUS; Reajuste Já”.

A campanha foi desencadeada para denunciar a falta de correção da tabela de procedimentos, que tem gerado subfinanciamento e déficit aos hospitais. Segundo dados oficiais do Ministério da Saúde, juntas, as quatro entidades realizaram 770.057 atendimentos ambulatoriais em 2012. Somente na Santa Casa de Marília foram 438.384 procedimentos. Os filantrópicos registraram 11.060 internações, uma média de 922 pacientes por mês.

O ato está sendo organizado em conjunto pela Confederação das Santas Casas, a Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, em parceria com as Federações e Frentes Parlamentares Estaduais.

O principal objetivo é promover a discussão e um alerta à sociedade sobre o subfinanciamento do Sistema Único de Saúde, com ênfase na realidade da crise das Santas Casas e Hospitais Beneficentes.

O Ato prevê bloquear todo o agendamento eletivo nesta data, como ação de protesto e sensibilização pública. A manutenção da assistência nas urgências e emergências são primordiais para que a população não sofra desassistência generalizada.

A manifestação ocorrerá a partir das 9h na Câmara Municipal.

Assinaturas da campanha serão encaminhadas a Brasília

Na oportunidade do Ato, os administradores hospitalares e entidades como OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Cremesp (Conselhor Regional de Medicina) e a Matra vão encaminhar à Diretoria da Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo) as assinaturas coletadas na cidade para a campanha “Saúde Mais Dez”.

Lançada nacionalmente no ano passado, a mobilização pretende coletar assinaturas para viabilizar um Projeto de Iniciativa Popular que garanta investimento mínimo de 10% do orçamento da União na área da saúde.

(Com informações da Assessoria de Imprensa)

Comentários

Mais vistos