Notícias

Busca

MATRA

Inquérito mira emendas feitas desde 2007

11 de outubro de 2011 - 09:15

O Ministério Público de São Paulo irá ampliar o raio de investigação sobre a Assembleia de São Paulo e vai rastrear todas as emendas patrocinadas pelos deputados estaduais de 2007 a 2011.

Até agora, o governo do Estado havia tornado público apenas a liberação de verbas de 2011 para as obras indicadas pelos parlamentares.

A Folha apurou que a Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social considera já ter elementos suficientes para requisitar os documentos dos últimos quatro anos, independentemente do conteúdo do depoimento que o deputado Roque Barbiere (PTB) deverá prestar nos próximos dias.

O deputado, que afirma haver um comércio de emendas no Legislativo paulista, não revelou os nomes dos envolvidos no suposto esquema. Em entrevista, declarou ainda que sua colaboração com o Ministério Público dependerá do "tratamento" que receberá do órgão.

A Promotoria, porém, entende que os próximos passos das apurações se justificam devido a reportagens da imprensa apontando possíveis irregularidades e às afirmações de Barbiere confirmando suas acusações.

No foco das apurações estarão, a princípio, deputados, empresas e ONGs, segundo a avaliação da Promotoria.

Para o Ministério Público, a análise das emendas do último mandato dos deputados (2007-2010) é primordial para que sejam identificadas as supostas engrenagens do esquema, e não apenas casos isolados.

O Ministério Público aguarda que Barbiere faça agendamento de data para ser ouvido. O deputado havia prometido entrar em contato com o órgão, mas até as 18h30 de ontem não tinha feito isso.

Fonte: Folha de São Paulo – 11/10/2011

Comentários

Mais vistos