Notícias

Busca

MATRA

Mais de 2,1 mil marilienses vivem na miséria

26 de junho de 2012 - 10:37

Números do IBGE revelam que 1% da população tem rendimento mensal domiciliar per capita de até R$ 70

O número de marilienses que vivem em situação de miséria chega a 2,1 mil, conforme levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Realidade é mostrada através do Censo 2010, que revela ainda que a proporção de pessoas com rendimento mensal domiciliar per capita até R$ 70, que em Marília chega a 1%, é maior que em cidades do mesmo porte como Araraquara (0,6% – 1,2 mil), Presidente Prudente (0,7% – 1,4 mil) e São Carlos (0,7% – 1,5 mil).

A dona de casa Sueli Cristina Silva, 38 anos, que mora no Jardim Virgínia, na zona oeste da cidade, sabe bem o que é ter que sobreviver com pouco dinheiro. Ela se enquadra na proporção de marilienses que sobrevivem com até R$ 255 de renda per capita mensal, que conforme o Censo chega a 40 mil pessoas, ou seja, 18,5% da população. 

O marido de Sueli recebe R$ 622 por mês e o imóvel que ela reside abriga três pessoas. “Temos que nos virar com as contas e os gastos com alimentação, fazer malabarismo com R$ 622. Sou a favor dos programas federais que transferem renda para quem não tem muito, mas eles deveriam ser ampliados. Se fosse contemplada com moradia popular também ficaria feliz.” Ela mora com o marido e a filha em uma casa de madeira em uma área de risco.

BRASIL CARINHOSO / Para ajudar essas famílias que vivem em situação de miséria, o governo federal criou o programa Brasil Carinhoso, que garante renda mensal mínima de R$ 70 para cada integrante de famílias cadastradas no Bolsa Família que têm pelo menos uma criança com até 6 anos de idade. 

Levantamento da Administração mostra que o município possui 8,5 mil famílias cadastradas no programa de transferência de renda, sendo que 7,2 mil recebem regularmente o benefício. A prefeitura não soube informar quantos beneficiários do programa serão contemplados pelo Brasil Carinhoso.
 
 

Comentários

Mais vistos