Notícias

Busca

MATRA

MATRA analisa gastos da Prefeitura para manutenção da Procuradoria Geral do Município

07 de julho de 2015 - 11:51

Um dos objetivo da MATRA é analisar os gastos públicos. Com o objetivo de dar transparência às contas públicas, constantemente a entidade divulga em seu site os resultados dos estudos sobre finanças. Diante disso, a MATRA observou os dispêndios da Prefeitura de Marília na área da Procuradoria Geral do Município com o objetivo de demonstrar os valores pagos de janeiro a abril de 2015, comparativamente ao mesmo período de 2014.

A entidade também demonstrou quais os recursos utilizados para o pagamento das despesas e o percentual de cada recurso em relação ao total pago. Assim, é possível ter uma visão geral de como os recursos estão sendo geridos.

GASTO GERAL DA PROCURADORIA

O “Custo Total da Procuradoria” abrange os pagamentos diretos dos salários e dos diversos insumos. Em termos de pessoal, houve aumento de 38%, o qual engloba os salários dos servidores e as despesas variáveis. Não foram verificadas despesas com “Obrigações Patronais”, as quais são custos inerentes ao valor pago pelo pessoal.

RECURSOS UTILIZADOS NO PAGAMENTO

Para pagar os custos da Procuradoria, a Prefeitura utilizou somente Recursos Próprios, como abaixo demonstrado:

Recurso Valor
TOTAL GASTO 967.002,09
RECURSOS PRÓPRIOS 967.002,09 

 Estes recursos são aqueles arrecadados pela Prefeitura por meio da cobrança de impostos. Também entram neste cálculo parte dos recebimentos de ICMS (governo do Estado), IPVA e IPI (governo Federal), cujos repasses também ocorrem em função do consumo dos marilienses sobre os itens que geraram arrecadação de impostos para o Governo do Estado e Federal.

Confira o estudo completo: Procuradoria

Comentários

Mais vistos