Notícias

Busca

MATRA

Ministro da Agricultura irá à Câmara na quarta-feira para esclarecer denúncias

02 de agosto de 2011 - 15:15

O ministro da Agricultura, Wagner Rossi vai depor na quarta-feira, 3, na Comissão de Agricultura da Câmara sobre as denúncias de suposto uso partidário do PMDB e do PTB em sua pasta. A informação é do líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP). Ele disse que o ministro vai apresentar seus argumentos que, no entendimento do líder petista, têm sido consistentes e convincentes até agora.

O ex-diretor da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Oscar Jucá Neto, denunciou, em entrevista à revista Veja no último final de semana, que o PMDB transformou a Conab e o Ministério em uma central de negócios partidários e que há corrupção na estatal e bandidos na pasta.

O PMDB montou a estratégia, em acordo com o governo, de levar o ministro o mais rápido possível ao Congresso para dar explicações, na tentativa de abafar a crise. O próprio líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, havia declarado que teria a iniciativa de apresentar o requerimento, convidando o ministro.

Reportagem publicada esta semana pela revista Veja traz entrevista com o ex-diretor financeiro da Conab, Oscar Jucá Neto, irmão do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). Na matéria, Jucazinho, como é conhecido, afirma que há um consórcio entre o PMDB e o PTB para controlar a estrutura do ministério e arrecadar dinheiro. Ele foi exonerado na semana passada. À presidente Dilma Rousseff, o senador pediu desculpas pelas denúncias do irmão.

Na segunda-feira, 1º, o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, negou as acusações do ex-diretor da Conab. Ele as classificou de “mentiras deslavadas”. Nesta terça, o vice-presidente da República, Michel Temer, convidou políticos aliados do PMDB para um almoço no Palácio do Jaburu para falar sobre a crise. Rossi é indicação de Temer no cargo.

Fonte: O Estado de São Paulo – 02/08/2011

Comentários

Mais vistos