Notícias

Busca

MATRA

Professores protestam e querem que plano de carreira seja debatido

25 de outubro de 2016 - 11:05

* Foto: Jornal da Manhã

Os professores da rede municipal de ensino protestaram na sessão ordinária da Câmara Municipal, ontem (24). Isso porque o projeto de lei da Prefeitura que cria plano de carreira para os servidores da Educação não foi discutido com a categoria, que alega “falta de transparência”.

Professora que liderava o grupo de aproximadamente 50 funcionários da Educação presente no Legislativo na noite desta segunda-feira informou que chegou a protocolar documento pedindo que o projeto da Administração Municipal fosse debatido antes de ser encaminhado para votação, com previsão para acontecer nos próximos dias.

A comissão formada por representantes da Educação não seria legítima, conforme os professores que estavam na Câmara ontem, por conta de serem indicações políticas do prefeito Vinícius Camarinha (PSB).

A vice-presidente do Sindimmar (Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Município de Marília) Maria Aparecida Cidrão reuniu os servidores da Educação na sala “Nasib Cury”.

Cidrão informou que nem o sindicato tem conhecimento do inteiro teor do projeto, apesar de ter participado de encontro com a referida comissão montada para a elaboração da minuta da propositura. “Fizemos algumas anotações na reunião, mas o documento não chegou até nós na íntegra”.

Hoje (25), a Prefeitura deverá apresentar oficialmente o projeto de lei a ser encaminhado para votação na Câmara Municipal.

Os professores reconhecem que o plano de carreira é um sonho antigo da categoria. Porém, gostariam de participar do processo de construção do projeto, até para ajudar em pontos importantes para benefício dos servidores da Educação Municipal.

Fonte: Jornal da Manhã

Comentários

Mais vistos