Notícias

Busca

MATRA

Rede básica: Médica é agredida e deixa USF CDHU

05 de maio de 2015 - 10:12

A USF CDHU, na zona sul, perdeu a sua médica. A profissional foi agredida fisicamente no último dia 28 de abril e decidiu não retornar mais ao trabalho nesta unidade de saúde. No final do ano passado o mesmo problema aconteceu na USF Argolo Ferrão. Uma usuária da USF (Unidade de Saúde da Família) do CDHU relatou que a agressão física foi cometida por uma paciente. A agressora teria ficado irritada por discordar do tratamento medicamentoso prescrito e se agarrou ao pescoço da médica, que teve que ser ajudada pela equipe de saúde. “Com isso, perdi minha consulta, que estava marcada para o dia 30 de abril, e ficamos sem previsão de quando teremos médico na unidade novamente”, lamentou a usuária que relatou a história. Essa é a segunda denúncia de violência contra médicos da rede básica que chega ao Jornal da Manhã desde 2014.

Por volta de setembro, uma paciente da Unidade de Saúde da Família do bairro Argolo Ferrão, na zona oeste, não teria aceitado aguardar pela consulta e, conforme informou a comunidade, tacou pedras e agrediu o médico fisicamente. Ela também teria jogado pedras no veículo do profissional por vingança. “Gostávamos muito desse médico, excelente profissional e amigo da comunidade. É lamentável o que aconteceu. Entrei em contato com a Prefeitura para solicitar outro profissional”, disse o representante da comunidade do Argolo Ferrão na época, Sebastião Carlos de Oliveira, conhecido como “Barba”. A USF Argolo Ferrão passou a ter somente médico substituto, comparecendo em dias intercalados. O sistema é utilizado também em outras unidades da rede com falta de médicos. Nas duas unidades de saúde, outros usuários do SUS afirmaram que as comunidades desaprovaram as condutas violentas e isoladas desses pacientes.

A Secretaria Municipal da Saúde esclarece que os médicos foram realocados em outras unidades de saúde e temporariamente, outros profissionais da área médica estão atendendo duas vezes por semana nestes locais. A Secretaria Municipal da Saúde informa ainda que está tentando permanentemente a contratação de novos médicos e que no ano passado já foi realizado um processo seletivo com esta finalidade – não havendo interesse dos profissionais da área. A Prefeitura vai continuar insistindo neste processo de contratação de novos médicos.

Fonte: Jornal da Manhã

Comentários

Mais vistos