Notícias

Busca

MATRA

Servidores aguardam agendamento de reunião para retomada das negociações

06 de novembro de 2013 - 10:16

Os servidores públicos municipais aguardam o agendamento de reunião com a Prefeitura para a retomada das negociações. Após manifestação pelas ruas do Centro, anteontem (4), representantes da categoria foram recebidos por comissão de vereadores na sala “Nasib Cury” da Câmara Municipal.

Componente da base de sustentação do governo na Câmara, o presidente Luiz Eduardo Nardi (PR) assumiu o compromisso de conversar pessoalmente com o prefeito Vinícius Camarinha (PSB) com o objetivo de viabilizar o encontro. Também fazem parte da comissão os vereadores da oposição Wilson Alves Damasceno (PSDB) e Cícero do Ceasa (PT).

Os cerca de 5.500 servidores públicos municipais querem assegurado o direito de pagamento do gatilho – reposição das perdas com a inflação seguindo o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). O acumulado de 2012 fechou em 7,22%. A data-base da categoria é abril.

Em abril deste ano a Prefeitura ofereceu pagar o gatilho em três vezes de 2,5% nos meses de julho, outubro e dezembro. Assembleia dos servidores não aceitou a forma de pagamento.

Foi então que o prefeito Vinícius Camarinha tentou enfiar “goela abaixo” dos servidores o parcelamento do gatilho e enviou projeto de lei à Câmara Municipal. A matéria teve de ser arquivada após a Justiça acatar pedido do vereador Wilson Damasceno.

Em outra ação, o Sindimmar (Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Município de Marília) tentou garantir o direito dos servidores previsto em lei municipal. Em primeira instância o juiz Silas Silva Santos negou o provimento e agora o sindicato aguarda julgamento de recurso no TJ (Tribunal de Justiça).

Reivindicações

Além do pagamento do gatilho, garantindo por lei aos servidores, são reivindicações da categoria: a volta do pagamento no último dia do mês – hoje acontece no 5º dia útil, a conversão de 10 dias das férias em dinheiro, a elaboração de um plano de carreira e a mudança de cesta básica para vale alimentação.

Fonte: Jornal da Manhã

Comentários

Mais vistos