Notícias

Busca

MATRA

Sessão da Câmara: Painel eletrônico vira motivo de discussão entre vereadores

07 de agosto de 2012 - 12:15

Na primeira sessão da Câmara Municipal após o recesso, a implantação do sistema eletrônico de votação foi motivo de discussão entre os vereadores Júnior da Farmácia e o presidente do Legislativo, Yoshio Takaoka.

Durante o pequeno expediente, Júnior da Farmácia afirmou na tribuna que o projeto para a alteração do Regimento Interno da Câmara para permitir a votação eletrônica já está na Mesa Diretora, porém ele disse que não irá assinar o documento.

O edil declarou que é contra a instalação do painel eletrônico porque há somente 13 vereadores e o sistema de votação atual é transparente. “Sou o primeiro secretário, mas já fui o segundo, o terceiro. Sei que não há necessidade desse tipo de votação. É fácil verificar o voto de 13 vereadores”, afirmou.

Júnior também disse que a sua recusa em assinar o projeto de lei para o aumento do número de vereadores culminou na anulação de todo o procedimento realizado em segunda discussão.

Porém, antes de terminar os dez minutos previstos no Regimento Interno para a fala dos vereadores, Yoshio Takaoka o interrompeu e pediu para que parasse de falar. O presidente alegou que Júnior estava mentindo e afirmou que na gestão do vereador Eduardo Nascimento, ele teria autorizado o uso de R$500 mil para a reforma do prédio da TV Câmara.

Júnior pediu questão de ordem, mas teve o pedido negado. Por sua vez, Eduardo Nascimento disse que o custo total foi de R$160mil e solicitou a cópia dos documentos relativos à reforma a todos os presentes na sessão.

Ordem do dia

Os projetos de lei do vereador Delegado Damasceno alterando o nome da Rua Jesus Montolar Pelliesel para Avenida Jesus Montolar; de César da ML pedindo a obrigatoriedade dos estabelecimentos que oferecem acesso à internet disponibilizarem equipamentos de computação a deficientes visuais e o projeto de Pedro do Gás denominando “Rua Sidronio Antonio de Carvalho” a Rua 8 do loteamento Sítios de Recreio da Estância Uberlândia foram aprovados.

Também foi realizada uma votação secreta para escolher o 3º Secretário da Mesa da Câmara. O escolhido foi o vereador Expedito Capacete, que recebeu onze votos. O outro vereador votado foi o Delegado Damasceno, que recebeu dois votos.

Comentários

Mais vistos