Notícias

Busca

MATRA

Sessão é marcada por protestos; Vereadores pedem participação na discussão da Planta Genérica

03 de maio de 2011 - 15:03


Na Sessão da Câmara desta segunda feira, mais uma vez, os vereadores não votaram nenhum projeto com grande relevância política para a sociedade.

 

Os grandes destaques da Sessão foram os pronunciamentos dos vereadores e duas manifestações realizadas nas galerias da Casa.

 

A primeira manifestação foi em apoio à moção de apoio requerida pelo vereador Sydney Gobetti à Campanha Pró-Lei de Incentivo à Cultura de Marília.  

 

Os manifestantes estenderam faixas e o ator da Companhia Corpus, Daniel Tiepo, enrolou-se dos pés à cabeça com uma faixa plástica para protestar contra a falta de incentivo à cultura na cidade.

 

A performance gerou preocupação em alguns vereadores, que pediram ao presidente da Casa, Yoshio Takaoka, que tomasse medidas a fim de evitar que o ator sofresse algum acidente e acabasse se ferindo, pois ele se encontrava muito próximo à beirada da parte superior das galerias e estava com olhos e boca cobertos.

 

Um policial tentou acabar com o protesto, o que desencadeou mais polêmica. Os vereadores, então, deixaram claro que não queriam o fim da manifestação, mas apenas que ela fosse realizada de forma segura. Com isso, o ator continuou o protesto apenas com as mãos atadas pela faixa.

 

 

A segunda manifestação da noite foi realizada pelos servidores públicos que estão em campanha pelo reajuste salarial. Eles estenderam faixas pedindo, entre outras coisas, o pagamento de horas extras e o cumprimento do direito de terem convertido 1/3 de suas férias em dinheiro.

 

PLANTA GENÉRICA

 

Em uma Sessão sem grandes projetos a serem votados, o grande destaque foram os pronunciamentos dos vereadores sobre a Planta Genérica de Valores.

 

Os vereadores Wilson Damasceno, Sydney Gobetti e Mário Coraíni, comentaram a Audiência Pública realizada na Prefeitura na última quinta-feira.

 

Eles alertaram à população que todos precisam estar vigilantes e devem participar da discussão desse projeto que irá modificar os valores venais dos imóveis da cidade e a alíquota cobrada no IPTU de Marília.

 

“Todos temos que participar. Depois que o projeto vier para a Câmara todos os valores estarão definidos”, explica o vereador Wilson Damasceno.

(VM)

Comentários

Mais vistos