Notícias

Busca

MATRA

VIOLENCIA URBANA

01 de setembro de 2010 - 00:00

É alarmante a onda de violência contra a pessoa e seu patrimônio, que ocorre na cidade. Onde está o direito de ir e vir com segurança preconizado pela nossa Constituição bem como os direitos humanos do cidadão?

Marília, uma cidade de porte médio e badalada entre as melhores, com uma privilegiada arrecadação de impostos  taxas e transferências do Estado e da União, no montante de quase quinhentos milhões de Reais anualmente, quase nada aplica em segurança urbana. Atualmente, as pessoas de bem são assaltadas à luz do dia em seus trajetos para o trabalho, escola ou em seus estabelecimentos comercias, industriais ou serviços.

É um verdadeiro caos. Nos últimos 60 dias constatamos vinte e quatro notas em dois jornais locais, de crimes de toda espécie como furtos, assaltos, estupros, pedofilia, contravenções, arrombamentos e homicídios somente no perímetro urbano, sem contar as ocorrências nas rodovias que contornam a cidade. A quem recorrer para se ter segurança “preventiva” e vivermos em paz? O Estado alega que é dever da Prefeitura e esta por sua vez, diz que é do Estado e da União.

Comentários

Mais vistos